sexta-feira, 23 de junho de 2017

Lá em 2008 a imprensa fazia alvoroço com uma "nova lista" de "pecados capitais" (sic).

A confusão se deve à interpretação que alguns órgãos informativos fizeram de uma entrevista publicada na edição italiana cotidiana de L’Osservatore Romano, com data de 9 de março.
O entrevistado é Dom Gianfranco Girotti, bispo regente do tribunal da Penitenciaria Apostólica: Le nuove forme del peccato sociale

A entrevista trata principalmente do papel da Penitenciária Apostólica, que é um organismo de foro interno que examina e resolve dúvidas morais ou jurídicas. A um dado momento, fala sobre a consciência de pecado na sociedade moderna. O jornalista Nicola Gori perguntou ao prelado: Quali sono i nuovi peccati secondo lei? (Quais são, segundo o senhor, os novos pecados?)
 
"Há várias áreas dentro das quais hoje percebemos atitudes pecaminosas em relação
http://www.cursoscatolicos.com.br/2014/08/curso-de-doutrina-social-da-igreja.html
aos direitos individuais e sociais
. Antes de tudo a área da bioética, dentro da qual não podemos deixar de denunciar algumas violações dos direitos fundamentais da natureza humana, através de experimentos, manipulações genéticas, cujos efeitos é difícil prever e controlar. Outra área, propriamente social, é a área das drogas, com a qual a psique se enfraquece e a inteligência obscurece, deixando muitos jovens fora do circuito eclesial. A área das desigualdades sociais e econômicas, pelas quais os pobres se tornam cada vez mais pobres e os ricos cada vez mais ricos, alimentando uma insustentável justiça social; a área da ecologia, que reveste hoje um importante interesse".
 Os pecados não são novos, mas manifestam-se mais ou menos segundo os ambientes e as consciências. Todas essas áreas são tratadas pela Doutrina Social da Igreja.

Categoria:

0 comentários :

Postar um comentário

Related Posts