sexta-feira, 3 de julho de 2015

A Igreja já emitiu parecer oficial sobre o tema em 2003, quando se intensificava no mundo as tentativas e projetos de equiparação de uniões homossexuais ao casamento. O objetivo desses projetos, a fundo, é diminuir o valor da família, do casamento (matrimônio), pois equiparar realidades diferentes é nivelá-las por baixo (rebaixar o casamento a mera união de pessoas sem muita importância e consequências sociais).
http://www.cursoscatolicos.com.br/

“A Igreja ensina que o respeito para com as pessoas homossexuais não pode levar, de modo nenhum, à aprovação do comportamento homossexual ou ao reconhecimento legal das uniões homossexuais. (…) Reconhecer legalmente as uniões homossexuais ou equipará-las ao matrimônio, significaria, não só aprovar um comportamento errado, com a consequência de convertê-lo num modelo para a sociedade atual, mas também ofuscar valores fundamentais que fazem parte do patrimônio comum da humanidade. A Igreja não pode abdicar de defender tais valores, para o bem dos homens e de toda a sociedade.”

Leia todo o documento:
http://www.vatican.va/roman_curia/congregations/cfaith/documents/rc_con_cfaith_doc_20030731_homosexual-unions_po.html 

+++
Curso de Iniciação Teológica:
www.cursoscatolicos.com.br

Categoria:

0 comentários :

Postar um comentário

Related Posts